UMA BOUTIQUE DE INVESTIGAÇÃO

Trabalhamos em parceria com escritórios de advocacia full service e grandes empresas de auditoria, consultoria e investigação em dois tipos principais de investigação: investigação interna, ou corporativa, e investigação defensiva.

Realizamos investigações internas corporativas destinadas a apurar e elucidar ilícitos ocorridos no âmbito privado da empresa: desvios de conduta de empregados; acidentes; acusações de assédio sexual, moral ou discriminação; atos de corrupção pública ou privada; compliance a normas internas ou externas; fraudes etc.

 

Investigações corporativas são comumente originadas de investigações governamentais (investigações conduzidas pela polícia, Ministério Público, CADE, ações penais, colaborações premiadas etc.) ou denúncias internas, originadas principalmente por um canal de denúncias. A partir dessas fontes, ajudamos as empresas confirmando ou não a existência de conduta ilícita, entendendo a extensão do dano e apurando responsabilidades. 

Finda a investigação, oferecemos recomendações de ajustamento de conduta, responsabilização de envolvidos e, se o caso, atuação judicial e administrativa para apresentação dos elementos em troca de benefícios legais.

IMG_2785_edited.jpg

ANDRÉ AZEVEDO

André alia mais de 10 anos de advocacia criminal em causas de grande complexidade à experiência internacional em investigações corporativas em um dos 3 maiores escritórios de advocacia de Nova York.

andreazevedo@davidazevedo.adv.br

Sócio. Advogado (OAB/SP 302.411).

Yale '20 MBA. USP '09.

  • LinkedIn
Typing on a Computer

Realizamos ainda investigação defensiva estruturada para litígios e investigações criminais, com metodologia própria, aliando a experiência de nossa equipe de investigações em causas criminais complexas, com time multidisciplinar de suporte de campo de excelência, oferecendo ao cliente os mais avançados métodos de coleta, análise e depuração de provas.

Nosso escritório foi o pioneiro a conduzir investigação defensiva formalizada e registrada na Ordem dos Advogados do Brasil, na vanguarda da regulamentação pelo Provimento OAB 188/18.

Coordenação

C%C3%A9lio%20Egidio_edited.jpg

Célio Egidio da Silva

  • Grey LinkedIn Icon

Consultor. Advogado (OAB/SP 363.165).

Tenente Coronel da Reserva da Polícia Militar. Doutor e Mestre em Direito pela PUC/SP. Doutor e Mestre em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública pelo Centro de Altos Estudos de Segurança da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Docente há 27 anos, é coordenador de cursos de pós-graduação em Direito. Foi professor e coordenador do curso de Direito da Universidade São Francisco. Foi professor nos cursos de graduação, mestrado e doutorado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública da Academia de Polícia Militar do Barro Branco, 15 anos. Serviu em unidades operacionais, de apoio e de direção na Polícia Militar. Autor da "Introdução às Ciências Policiais", primeira obra no Brasil sobre o tema, tendo sido homenageado na Câmara Municipal de São Paulo. É membro da Comissão de Direito, Inovação e Tecnologia da Escola Superior de Advocacia da OAB/SP. Palestrante e autor de livros e artigos jurídicos. É jornalista, colunista do Jornal Gazeta de São Paulo e comentarista na Rádio Trianon.

Bailoni_edited.jpg

Luis Bailoni

  • Grey LinkedIn Icon

Consultor. Profissional de Alta Gestão de Segurança Corporativa com mais de 25 anos de experiência.  Formado em Gestão Estratégica e Segurança; pós-graduado em Administração e Negócios pela FGV/SP ('10). Manager of Security pela ICTS (Israel, '99), Strategy and Intelligence pela IMI Academy (Israel, '14), e Business Intelligence pela I.C.A.T. (Israel, '14). Atuou no Governo Federal e Estadual na  área de Informações e Inteligência. Traz a experiência de Diretor, Superintendente, Gerente Corporativo de multinacionais como IBM, Nestlé Foods, Santander, Camargo Corrêa, entre outras. Foi coordenador do GGI (Gabinete de Gestão Integrada em Segurança Pública) da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) e parte do Grupo de Enfrentamento a Roubo a Bancos no Ministério da Justiça em Brasília ('13); nomeado pelo Governador do Estado como responsável pela estratégia de gerenciamento de crise da obra da Hidrelétrica de Jirau/RO ('11), como o responsável pelo Gabinete Crise, elaboração de Disaster Recovery Plan e Plano de Continuidade de Negócios das obras; responsável por elucidar fraudes, desvios internos e ameaças externas de uma das maiores instituições financeiras do mundo. Membro de Organizações de Segurança Internacionais como: Overseas Security Advisory Council (OSAC), TAPA ASIS. Prestou consultoria para empresas como Kroll e Control Risks.


Fluente em inglês e espanhol.